CIRURGIAS

Reconstrução de Mama

As mamas femininas desempenham papel fundamental na reprodução, através da amamentação, e na definição dos gêneros e na sexualidade das mulheres.

O câncer de mama é um grande desafio à Medicina. Não só por não ter uma causa conhecida e passível de prevenção, mas também porque o tratamento pode envolver cirurgias mutilantes que geram seqüelas funcionais e estéticas.

Existe um grande número de técnicas para retirada de tumores de mama que variam de acordo com a localização, tamanho e estadiamento. Do mesmo modo, há diversas opções disponíveis para reconstrução das mamas e dependem do tipo de cirurgia realizada pelo mastologista.

Cada vez mais a associação entre mastologista e cirurgião plástico torna-se indispensável no tratamento desta patologia. Essa integração iniciada desde o pré-operatório é capaz de minimizar o sofrimento das pacientes pois permite um tratamento completo que se inicia com a retirada do tumor, pelas sessões de quimioterapia e/ou radioterapia e termina com a reparação das mamas devolvendo, dentro dos limites possíveis, o equilíbrio estético dessa região. A reconstrução das mamas podem ser imediatas (no mesmo procedimento da retirada do tumor) ou tardias (em outro tempo cirúrgico);  podem utilizar tecidos da própria paciente (pele, gordura e músculos) e/ou materiais sintéticos (expansores e implantes de silicone).