CIRURGIAS

Cirurgia Plástica: Cicatriz, o que você precisa saber!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on whatsapp
Share on telegram

A cirurgia plástica para corrigir uma cicatriz tem o intuito de reparar alterações na cicatrização de uma ferida em qualquer parte do corpo, por um corte, queimadura ou por uma cirurgia prévia, como uma cesariana ou apendicectomia, por exemplo.

O objetivo desta cirurgia é corrigir defeitos na pele, como irregularidades na textura, tamanho ou cor, proporcionando uma pele mais uniforme, e só é realizada em cicatrizes mais graves ou quando outros tipos de tratamentos estéticos não funcionam, como uso de placas de silicone, radioterapia ou luz pulsada, por exemplo.

Como é feita a cirurgia

O procedimento realizado para remover a cicatriz depende do tipo, tamanho, localização e gravidade da cicatriz, e é escolhido pelo cirurgião plástico de acordo com as necessidades e a tendência de cicatrização de cada pessoa, podendo usar técnicas que utilizam cortes, remoção ou reorientação de partes da pele afetada.

Tipos de cirurgia

  • Z-plastia: é a mais popular para revisão de cicatrizes;
  • Meia Z-Plastia: quando a pele adjacente de um dos lados da cicatriz é elástica e do outro não;
  • Z-plastia em quatro retalhos (retalho de Limberg): é particularmente interessante para a liberação de contraturas cicatriciais graves que amarram ou restringem a flexão normal ou em ou em queimados;
  • Z-plastia planimétrica: é indicada para áreas planas, e o triângulo da z-plastia e colocado como um enxerto;
  • S-plastia: para o tratamento de cicatrizes contraídas ovais;
  • W-plastia: para melhorar cicatrizes lineares irregulares;
  • Linhas geométricas quebradas: para converter uma cicatriz linear longa em uma cicatriz irregular de forma aleatória para ficar menos visível;
  • V-Y e avanço tipo V-Y: em casos de pequenas cicatrizes contraída
  • Subcisão e preenchimento: Para cicatrizes retraídas e afundadas que requerem preenchimento com gordura ou acido hialurônico;
  • Dermoabrasão: É a técnica mais antiga e pode ser feita de forma manual ou com máquina.

Para a realização do procedimento cirúrgico, o médico poderá solicitar alguns exames de sangue pré-operatórios. Como em qualquer cirurgia, é orientado o jejum de 8 horas, e o tipo de anestesia realizada depende do procedimento que será feito, podendo ser local, com uma sedação leve ou geral.

Em alguns casos, um único procedimento é suficiente para garantir resultados satisfatórios, entretanto, em casos mais complicados, pode ser recomendada a repetição ou a realização de novos tratamentos.

Como é a recuperação

Após a cirurgia, podem ser notados o inchaço e vermelhidão do local, por isso, o resultado do procedimento começa a ser visto apenas após algumas semanas, e a total cicatrização pode levar meses e, até, 1 ano para se completar. No período de recuperação, é recomendado:

  • Evitar atividades físicas intensas;
  • Não se expor excessivamente ao sol durante 30 dias;
  • Nunca se esquecer de usar o filtro solar, mesmo após a completa cicatrização;

Além disso, para auxiliar numa cicatrização ideal após esta cirurgia, evitando que a cicatriz volte a ficar feia, o médico pode recomendar fazer outros tratamentos tópicos como aplicar placas de silicone, passar pomadas cicatrizantes ou fazer curativos compressivos, por exemplo.

A cirurgia de correção de cicatriz é indicada pelo cirurgião plástico em situações de defeitos na formação da cicatriz, que pode ser:

  1. Queloide, que é uma cicatriz endurecida, de crescimento acima do normal devido a uma grande produção de colágeno, e pode apresentar coceira e vermelhidão;
  2. Cicatriz hipertrófica, que também é uma cicatriz espessada, devido ao desordenamento das fibras de colágeno, que podem ser mais escuras ou mais claras do que a pele ao redor;
  3. Cicatriz retraída ou contratura, causa uma aproximação da pele ao redor, muito comum em cesarianas, abdominoplastias ou devido a uma queimadura, dificultando a movimentação da pele e de articulações próximas;
  4. Cicatriz alargada, é uma cicatriz rasa e frouxa, com superfície mais baixa que a da pele;
  5. Cicatriz discrômica, que causa uma alteração na cor da pele, podendo ser mais clara ou mais escura que a pele ao redor;
  6. Cicatriz atrófica, em que a cicatriz fica mais funda do que o relevo da pele ao redor, muito comum em ferimentos e cicatrizes de acne.

O intuito da cirurgia é melhorar a aparência e uniformizar a pele, nem sempre garantindo o completo apagamento da cicatriz, e os resultados podem variar de acordo com a pele de cada pessoa.

Aproveite para tirar mais dúvidas e agendar sua avaliação com nossa equipe está pronta para lhe atender e retirar todas as suas dúvidas, Agende sua consulta através do nosso Whatsapp 98127-1010InstagramFacebook, ou  pelo telefone 4101-9144.