CIRURGIAS

CUIDADOS DO HOMEM – NOVEMBRO AZUL

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on whatsapp
Share on telegram

A luta contra o câncer continua. O Novembro Azul é mês da conscientização sobre o câncer de próstata, movimento que começou em 2003, na Austrália. Hoje, diversos países já aderiram à campanha que tem como símbolo o famoso bigode, como forma de chamar a atenção dos homens para a importância da prevenção, incentivando o seu diagnóstico precoce.

Vamos entender um pouco mais sobre o assunto?

O que é o Câncer de Próstata?

Segundo o Inca, o câncer de próstata é a segunda maior causa de morte pela doença em homens no Brasil (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). A doença ocorre quando as células da próstata começam a se multiplicar de forma desordenada. Na maioria dos casos, o câncer de próstata cresce de forma lenta e não chega a dar sinais ou ameaças a saúde do homem. Porém, na fase inicial, o paciente não costuma apresentar sintomas, por isso é tão importante que homens a partir dos 45 anos, façam os exames indicados pelo médico.

Quando descoberto no estágio inicial, as chances de curas são muito maiores!

Fatores de Risco

Entre os principais fatores de risco estão:

• Histórico de câncer de próstata na família;
• Idade (o risco aumenta com o avançar da idade);
• Obesidade;
• Alimentação inadequada;
• Sedentarismo.

Sinais e Sintomas

• Necessidade constante de urinar;
• Dificuldade ou dores ao urinar;
• Presença de sangue na urina;
• Demora em começar e terminar de urinar.

Se você apresentar algum destes sintomas, procure um médico para descobrir a causa.

Como prevenir

A adoção de hábitos saudáveis reduz o risco de várias doenças, inclusive do câncer:

• Ter uma alimentação saudável;
• Manter o peso adequado;
• Praticar exercícios físicos;
• Não fumar;
• Evitar o consumo de bebidas alcóolicas.

Independente do mês e da campanha, é muito importante estarmos informados sobre o câncer. Acesse o site do Inca (Instituto Nacional de Câncer) e saiba mais sobre o assunto: www.inca.gov.br