CIRURGIAS

Reconstrução mamária: Como é feita a avaliação do paciente

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on skype
Share on whatsapp
Share on telegram

Diversos fatores são considerados na avaliação com o cirurgião plástico antes da reconstrução mamária. O paciente em potencial deve esclarecer o motivo pelo qual quer se submeter ao procedimento, suas expectativas e qual o resultado desejado.

O histórico médico também precisa ser compartilhado: informações sobre cirurgias ou tratamentos prévios; se possui alergia medicamentosa; se faz uso de medicamentos ou vitaminas; e ainda se possui hábitos como fumo, álcool e drogas.

O cirurgião avalia o estado geral da saúde do paciente, as condições pré-existentes e fatores de risco. A partir disto, ele avalia quais as opções para reconstruir de mama, os prováveis resultados, riscos ou complicações que podem ocorrer.

O profissional deve esclarecer ao paciente quais as etapas do tratamento, inclusive outros procedimentos para estabelecer a simetria da mama, como a mastopexia, a redução ou aumento da mama oposta à reconstruída. É importante que o paciente trabalhe aspectos psicoemocionais envolvidos na reconstrução  antes mesmo da retirada de tumor. É preciso que ele lide bem com seu diagnóstico e tratamento; e tenha uma visão positiva e expectativas realistas em relação ao resultado da intervenção médica e à sua imagem corporal.